Aprenda a Desenvolver Suas Habilidades Sociais Com a Linguagem Corporal – Parte II

 

 

No artigo anterior, onde introduzi o assunto habilidades sociais, pontuei que, em virtude do assunto ser muito extenso, seria necessário abordá-lo em mais artigos. Para reforçar e relembrar o leitor, deixo aqui um resumo do que foi tratado no artigo anterior.

                                                                      Reforçando:

Problem Solving Through Teamwork Illustration

Habilidades sociais são classes de comportamentos variados que você pode emitir com a intenção de lidar com situações interpessoais de maneira adequada. Dentre essas classes se encontram as Habilidades Sociais de Comunicação, as quais iniciei abordando as habilidades de iniciar e encerrar uma conversação.

Neste artigo, ainda com a proposta de unir a Linguagem Corporal às Habilidades Sociais, darei dicas sobre o comportamento não verbal em duas outras grandes habilidades de comunicação:

  • Habilidades de gratificar e elogiar;
  • Habilidades de pedir e dar feedbacks nas relações interpessoais.

Habilidades de gratificar e elogiar

A competência social para gratificar é frequentemente associada à pessoas carismáticas, populares e bons líderes. Quando você elogia alguém, está respondendo positivamente à sua ação ou característica. O elogio pode ser visto como um reconhecimento e reforço positivo; como um agente motivador. Entretanto, deve-se tomar cuidado para que o elogio não seja encarado como bajulação ou forma de manipulação, pois desta forma, o efeito do elogio pode ser o contrário do que você espera conseguir.

Para que seu elogio seja bem aceito pelas pessoas, é necessário que haja perfeita sincronia entre a tríade razão, sentimento e ação. Ou seja, o que você sente e pensa deve estar em congruência com o seu corpo e sua fala.

Os sinais de incongruência devem ser evitados para que seus elogios não soem como falsidade.

Sinais de incongruência

Sinais que indicam incongruência são identificados quando a fala de alguém não está em sincronia com o seu corpo; a sincronia entre o corpo e a fala passa a ideia de harmonia, veracidade e clareza de ideias.

Enquanto estiver elogiando alguém, não faça o gesto de negação com a cabeça ou mexa os ombros de modo desigual, pois pode acabar indicando incerteza e falta de firmeza no que acaba de verbalizar.

Resultado de imagem para sorriso linguagem corporalO sorriso

Um sorriso verdadeiro, na hora de fazer um elogio, é peça fundamental, mas um sorriso em que apenas os lábios são puxados para os lados, o famoso ‘’ sorriso amarelo’’, pode passar uma mensagem contrária à que se pretende passar.

 

Resultado de imagem para braços cruzados linguagem corporalBraços cruzados

Os braços cruzados podem ter vários significados –  ás vezes o ambiente em que vocês se encontram pode estar muito frio, porém no momento em que for elogiar alguém, se estiver de braços cruzados, pode estar passando a ideia de não estar sendo totalmente sincero ou não estar fazendo aquele elogio com espontaneidade. 

Imagem relacionadaRecebendo elogios

Receber um elogio pode parecer uma habilidade mais fácil, afinal costumamos pensar que basta agradecer. Expressar gratidão é exatamente o que devemos fazer após receber um elogio, porém muitas pessoas falham neste momento: alguns fatores, como por exemplo, a timidez ou problemas com autoestima acabam por atrapalhar essas habilidades sociais.

Aprender a receber um elogio é se valorizar e mostrar que você tem ciência de sua capacidade. Se a sua postura corporal não evidenciar seu merecimento,  isso poderá fazer com que as pessoas não notem o seu mérito e, por consequência, duvidem da sua capacidade.

Ter uma postura ereta, manter os ombros erguidos e o queixo na horizontal são posturas corporais que irão te ajudar a dizer ‘’ Estou grato por ter sido notado e reconheço a minha capacidade’’.

Habilidades de pedir e dar feedbacks nas relações sociais

 

Ter habilidades de dar e receber feedbacks é essencial para a manutenção de um convívio social saudável. São os feedbacks que propiciam a regulação de nossos desempenhos sociais. Neste tópico é necessário saber diferenciar: Feedback positivo não é elogio, nem feedback negativo é crítica, pois o feedback serve para promover a melhora da competência social e não para emitir valores sobre as ações dos outros.

O que é feedback?

Resultado de imagem para feedback positivoO Feedback, ainda muito frequentemente visto como um insulto – geralmente pela falta de habilidade de algumas pessoas que costumam aplicar ou por maturidade de quem recebe –  é uma valiosa ferramenta de autodesenvolvimento porque tem o poder de promover melhorias contínuas sobre específicos comportamentos e atitudes.

Aplicado corretamente, o feedback promove mudanças no comportamento, aprimoram habilidades, identificam pontos fortes e possibilidades de melhorias. No ambiente de trabalho, quando um feedback é passado profissionalmente, os funcionários estarão mais propensos a sentirem-se  satisfeitos por terem seus pontos positivos reconhecidos e também por conseguirem identificar pontos que precisem de aprimoramento.

Nesta classe de habilidades é pré requisito saber ouvir e prestar atenção no comportamento do outro. É  a partir do que é dito ou visto que você saberá o que falar e qual a melhor maneira de fazê-lo, de modo que não seja agressivo ou pareça injusto. No momento em que você começar a dar um feedback é importante se atentar a alguns aspectos formais e funcionais como:

  • Deve-se passar o feedback para uma pessoa, de preferência, pessoalmente. Chamando – a pelo nome, mantendo contato visual, falando e movimentando-se calmamente.

 

Ao receber um feedback podemos muitas vezes adotar uma postura defensiva frente ao que está sendo dito. Portanto, é necessário evitar gestos que indiquem agressividade, como por exemplo gesticular com os punhos fechados, ou abrir os braços de modo a ocupar toda a mesa. É necessário ressaltar aqui que os  punhos fechados indicam energia e passar a mensagem de agressividade, mas em um contexto onde você pode estar lidando com alguém na defensiva, é importante se evitar os gestos que de alguma forma sejam recebidos como agressivos.

A maior característica da habilidade de dar feebacks é a de empatia; é preciso compreender as necessidades do outro através da observação e descrição correta de seu comportamento.

Gostou? então continue seguindo nossas postagens: em breve tem mais!!

Seja Vip !

Receba nosso ebook Grátis!

Deixe Seu Melhor Email