Linguagem Corporal: O Turtle Effect

Todos nós lembramos de nossos grandes dias de infância  e nosso tempo de brincadeiras, especialmente os momentos alegres com a nossa família e amigos. Fora estes muitos momentos emocionais ativos dentro de nós, mas muitos momentos de sustos, excitação e medo também fizeram parte.

Mesmo que quando nosso pai nos jogava para o ar e não parecesse perigoso aos olhos dos outros, muitas vezes era algo assustador da nossa parte. Quase todas as crianças neste planeta pode ter experimentado a mistura de sentimentos, mesmo que não possamos explicar em palavras.

Nós gostamos de ficar com medo, mas, obviamente, em uma situação controlada. Olhando mais a fundo, até pagamos por isso. Se olhar bem, a indústria de diversões multimilionária toda se espalhou por todo o planeta assustando a todos. Agora, esta mesma indústria está ansiosa para assustar e nos divertir acima da superfície da terra. Estou falando de turismo espacial ou a experiência de gravidade zero que uma pessoa mesmo não sendo astronauta poderá desfrutar. Eu realmente não sei a data que isso vá ou pode acontecer, mas basta pesquisar um pouco sobre a SPACE X de Elon Musk que você vai ver.

Quem nunca foi até a montanha russa e simplesmente sentiu muito, mas muito medo? Bom, acontece que sentimos tanto que até pedimos para voltar. Somos doidos não é mesmo?

Muitos de nós, em diferentes ocasiões devemos ter sentido um leve, moderado ou forte sensação de formigamento dentro do estômago, especialmente ao olhar para baixo estando em um local muito alto.

Claro que usei exemplos mais práticos e comuns, mas poderíamos falar de tantos outros.

baby_turtle

Para quem estuda a Linguagem Corporal deve conhecer este fenômeno que é chamado de “TURTLE EFFECT” ou em português: “Efeito Tartaruga”, porque uma tartaruga faz o mesmo situação de perigo. Ela puxa todas as partes do corpo (pernas, cauda e pescoço) para dentro de sua concha para evitar potenciais danos a eles e, assim, aumentar as chances de sobrevivência. Nós claramente sabemos que não carregamos algo como a “armadura” que a tartaruga possui, mas ainda assim, protegemos o nosso pescoço, “aumentamos” um pouco os ombros como se tivessem a tocar os ouvidos. Nós apertamos alguns membros e mantemos os antebraços perto do nosso pescoço. Nós apertamos nossas pernas juntando-as, puxamos elas para nosso abdômen, trancamos os tornozelos e seguramos firmemente às vezes.

Mas como esta resposta pode funcionar tão perfeitamente em nós e parecido assim? Acontece que ela tem evoluído em nós da mesma forma que temos evoluído para seres humanos de criaturas. Nossos ancestrais não andavam sobre dois pés, mas sim de quatro.

Quer Aprender Linguagem Corporal ?

Tartaruga Recua

Com a ajuda de nossa coluna vertebral ou espinha dorsal temos a capacidade de adotarmos posturas diferentes e andar da forma com que andamos, alguns estudos sugerem que nossas costelas  foi uma das últimas coisas que se desenvolveu da forma que temos hoje, fazendo assim com que tenhamos a proteção de nossos órgãos vitais. Ainda sim, nosso estômago permanece sem proteção por causa de suas funções como armazenar alimentos, digerindo-os.

Em frente a qualquer risco físico de um predador, a única coisa que qualquer criatura vertebral pode fazer é puxar todas as partes do corpo que se deslocam no interior para fornecer proteção para eles e também cobrir o estômago exposto. Assim, duas grandes metas são cumpridas, defender a maior parte do corpo e multiplicar as chances de sobrevivência. Esta estratégia foi herdada por todas as espécies descendentes que evoluíram para andar sobre a terra e voar no céu ou até mesmo subir em árvores. Como nós evoluímos dos macacos maiores, ainda assim adotamos as mesmas táticas de defesa que foram evoluindo diante de milhões de anos.

Se você um dia tiver a oportunidade de estar em uma montanha russa ou assento em um simulador ou algo do tipo, observe melhor como seu corpo reage.

introvert-istock

Você não pode causar sugestões inconscientes que acontecerão naturalmente.  Uma vez que não somos projetados para mergulhar profundamente ou voar como um pássaro, nosso corpo tenta se proteger de cair no chão e se machucar tentando algo com as mãos (como um voo) ou puxando-se para dentro como uma tartaruga em outros casos.

Gostou? Aprendizado sempre !

Caso esteja interessado em fazer parte de um estudo de Linguagem Corporal é só visitar aqui, caso não, não esqueça de deixar seu like e compartilhar nosso artigo para nos ajudar para que assim possamos cada dia mais criar mais e mais conteúdo.

Abraços !

O Termo “Turtle Effect” foi colocado por Joe Navarro e desde então tem sido usado nos mais diversos textos e estudos.

 

Seja Vip !

Receba nosso ebook Grátis!

Deixe Seu Melhor Email